Seguimento pós alta

Você conhece a área da Clínica Médica?

Para que um médico seja considerado Clínico Geral (Medicina Interna) é necessário que, após os 6 anos do curso básico de medicina, sejam feitos mais 2 anos de Especialidade em Clínica Médica (Programa de Residência Médica) ou seja aprovado na Prova de Título de Especialista, após alguns anos de experiência. Tenho o Título de Clínica Médica após realizar os 2 anos de Residência no Hospital Universitário São Francisco. No período, verifiquei uma alta demanda de outras especialidades pelos cuidados clínicos, como: controle de pressão arterial antes da cirurgia, suspensão de medicamentos, controle da diabetes, análise de risco cardiovascular, delirium (estado de confusão mental agudo muito comum em internados), trombose, além do risco nutricional e seguimento de idosos com fraturas/ associação com a osteoporose; risco de quedas. O comanejo clínico-cirúrgico é essencial para redução de riscos durante e após a cirurgia.

Além disso, pacientes que internam por doenças clínicas, como: AVC, Pneumonias, Septicemias, COVID, Emergências Hipertensivas, Doenças Renais, Infecções de diversos aparelhos, Diabetes descompensada, Hepatites, Cirrose, etc devem ser acompanhados após a alta com o objetivo de reduzir danos e evitar novas internações.