Medicamentos

Quais são as opções liberadas pela ANVISA para tratamento da obesidade?

Até o momento (junho de 2023), as medicações liberadas são:

As duas primeiras opções - semaglutida e liraglutida - são fármacos análogos do GLP-1. Ou seja, atuam de maneira similar a este hormônio produzido em nosso intestino, chamado GLP-1 (clique aqui para mais informações)

O que não podemos esquecer é que não basta usar a medicação. Deve-se ter uma rede de apoio e atuar na alimentação e manejo da atividade física e mental. Ganhar peso após a suspensão do tratamento é um fato. Isso porque a obesidade é uma doença crônica, assim como Hipertensão Arterial Sistêmica, Diabetes, Doença Coronariana. Costumo dizer que meu paciente não terá alta. Mesmo após atingir a meta, mantenho o seguimento para evitar o ciclo perda-ganho-perda-reganho de peso.

Em março de 2023, a revista The Economist publicou, em sua capa, a imagem de um hot dog recheado de ozempic. É o que evitamos. Não se usa a medicação para compensar uma inadequação alimentar. Comer sem limites-injetar-repetir não é tratar.